Domingo, 20 de Março de 2011

5º Capítulo - Double Life !

Desde já, obrigada á twin, e a todas as outras pessoas que têm comentado o meu blog ... Desculpem nunca mais ter postado outro capítulo, mas não ando com tempo. A partir de agora, só volto a postar outro capítulo quando tiver 10 comentários no anterior. Por isso já sabem, comentem muito este ! 

 

 

Oláa Jason, como está ? Eu estou bem, muito contente. As coisas estão a correr bem por aqui. E hoje o dia de escola foi maravilhoso, e super engraçado.

Posso dizer-te que pela primeira vez desde os últimos tempos, estou feliz ! (:

Bem, mas entretanto. Ontem nem te acabei de contar a história toda. Lembras-te de te ter dito que fui com o João até á sala ? Eu sou nova, não conheço bem as coisas. Mas parece que á pessoas que não reconhecem isso. Sim, estou a referir-me ás Débora, á Margarida, e á Elisa. Cada um nome mais estúpido que o outro, mas pronto…. Aqui vai:

 

Eu: João, posso-te fazer uma pergunta ?

João: Força.

Eu: Disseste-me ainda há um bocado que aquilo com a Débora era tudo uma grande farsa …

João: Eu não disse nesse sentido xD

Eu: Óh, mas entendeste o sentido ! Podes confiar em mim. Sei que não me conheces, mas não sou do ti de gente que diz isto e que vá contar ás pessoas .

João: Eu sei, vê-se isso na tua cara. Não sei bem explicar. Aquilo não passa de uma farsa. E eu digo-te porquê. Ela só quer estar comigo, e não penses que sou convencido por o dizer, mas acho que é pela fama. Não quer eu seja assim muito muito conhecido, mas é sempre o mesmo. Anda comigo quando quer e lhe apetece, quando estamos por exemplo, perto um do outro, sei lá, ela só … não sei bem explicar. E eu não gosto do tipo de pessoa que diz mal de mim ás amigas, ah e que tem de as mandar dizer as coisas por ela. Não curto isso.

Eu: Desculpa ter tocado no assunto. Pareces-me triste quando falas nisso. Vá, anda lá, não te quero ver assim :’)

João: LOL, és querida. Mas obrigada, fez-me bem deitar cá para fora. Nem com o meu melhor amigo, eu o faço s:

 

Abraçámo-nos. Até aqui, tudo óptimo, mas depois, como já estávamos perto da sala, a Débora viu. Como deves ter calculado, ela não gostou. Então …

 

Débora: Tenho de fazer alguma coisa em relação áquela rapariga. Não vou passar a vergonha de me dizerem que o meu namorado anda com outra. Não vou admitir isso.

Margarida: PAHAHAHAH, ela é tão, tão , tão … gira ;o

Débora/Esmeralda: MARGARIDA !

Maria: Desculpa, saiu. Mas Débbie, não penses muito nisso, acho que nem vale a pena.

Débora: Vale, e nem tu imaginas o quando. Ela já vai ver.

 

( a professora abre a porta, os alunos entram, e aqui a Débora actua )

 

Débora: Margarida, prega-me uma rasteira.

Margarida: Achas que eu era capaz de o fazer ? NUNCA !

Débora: Faz-me uma rasteira, antes que te tire do grupo !

Margarida: Desculpa, desculpa…

 

TUUUUM !

 

( a Débora vai quase a tropeçar quando puxa a Dani para o pé dela. Faz um escandâlo. )

 

Débora: AAAAAAH, STORAAA, AAAAAH !

Prof: Débora, querida, estás bem ?

Tiago: Débiee, Débiee, uhuh … a Débora caiu e partiu o cúúú o:

 

AHAH , achei piada, e toda a turma se riu. Toda, menos as meninas da Debbie.

 

Débora: STORAAA, AJUDE-ME ! A Daniela pregou-me uma rasteira, caí em cima do pée… Acho que o parti ! Stora, ela fez de propósito ! Ainda agora chegou e já quer dar nas vistas. E quer ficar com o meu namorado !

Eu: O QUÊ ?! ISSO É MENTIRA, STORA, ELA É QUE ME PUXOU, E NEM SEI PARA QUÊ ! STORA, EU NÃO FIZ NADA !!

Débora: Não não é ! Stora, ela só me quer fazer mal ! :c

Prof: Bem bem, Daniela, vem comigo. Tu, Débora, vai para a enfermaria.

 

A professora e eu fomos para o chamado Conselho Executivo. Foi horrível Jason, nunca vi um lugar tão sombrio como aquele. E nem tive culpa ! Primeiro dia, e logo confusão -.-

 

Débora: Joãozinho, ajuda-me aqui, por favor !

 

João sai da sala atrás de mim, e da stora. Faz aquele ar sarcástico tipo « nem vale a pena »

 

Elisa: Não pode, ele foi atrás dela ?

Sara: É que vocês não entendem mesmo. Ela é nova aqui, já toda a gente se conhece aqui na turma, mas ela não conhece ninguém. O João e eu devemos ter sido as únicas pessoas a simpatizar com ela. Vocês, sinceramente.

 

Débora levanta-se .

 

Débora: O que é estás a querer dizer com isso ?

Sara: Atão a dor, já passou , já ?

Débora: CALA-TE, SUZ PARVALHONA SEM ESTILO. Andaste com o João, mas é óbvio que ele te deu com os pés.

 

OMG, JASON ! Nem sabes o que se passou aqui. Pelo que me contaram, acho que a Sara deu um estalo na Débora. Coxa, e mamada ! Bem, entretanto, no Conselho Executivo, foi mais ou menos assim:

 

João: Stora, espere….

Prof: João, este assunto não te diz respeito, sai daqui, por favor !

João: Stora, eu estava com a Daniela, ela não fez nada !

Prof: Eu como é que eu sei que não as estás a proteger ?

Eu: Não está stora, ele está a dizer a verdade !

João: Não estou mesmo, porque até fui eu que fiz a asneira…

Prof/Eu: FOSTE TU, SEU COVARDE ?!

 

Ok. Admito que neste preciso momento já estava a detestar aquela maldita escola, e aquilo tudo. Mas bem ….

 

( Apareçe a Sara )

 

Sara: Stora, pode ir lá ver. A Débora levou uma estalada minha.

Prof: Sara, então ? És das melhores alunas, que te passou pela cabeça ?

Sara: Não stora, pergunte-lhe antes a ela. Ela levantou-se repentinamente á frente de todos assim que a stora se foi embora, e insultou-me !  Toda a gente viu, não fui só eu. Ela caiu sozinha stora. Isto tudo por ciúmes.

Eu: Viu stora, eu não tive culpa !

Prof: Bem, primeiro dia e já tantos problemas…. Vocês dão cabo de mim! Tu, desculpa por te ter acusado. E tu João, falo contigo depois.

Eu/João: Ok stora, desculpe mais uma vez.

 

Acabou tudo bem, mas fogo Jase, logo o primeiro dia ! Bem, tudo correu bem, vim para casa, pronto, acabou o dia (:

Hoje, o que te posso dizer concretamente é que, senti algo de especial. Não sei bem o quê, bem como , nem quanto, mas sei que o senti. Isto passou-se mais ou menos assim:

 

( Saí de casa, fui até á escola, e fui para o meu cantinho de sempre. O João, já lá estava. Estava triste )

 

Eu ( a cantar ): Give me a favor … Tell me what you thing about me …

João: És madrugadora !

Eu ( assustada ) : João ! Nem sabia que estavas aí. Bom Dia (:

João ( desanimado ): É … bom dia .

Eu: Então, pareces triste s: Está tudo bem ?

João: Não preciso que tenham pena . Está, está tudo bem .

Eu: Não desculpa, eu posso vir lá de outro continente, mas sei que não estás bem. E não, eu não tenho pena de ti, simplesmente perguntei, tá ? -.-

João: OK OK , desculpa. É que ando um bocado chatiado.

Eu ( sentando-me ): Bem, antes de mais … Obrigada por aquilo que fizeste ontem.

João: O quê ?

Eu: Mentiste, por mim. Se não fosse a Sara a contar tudo, ficávamos os dois retidos …

João: Os dois não, eu (:

Eu: Não, os dois, porque eu não ia deixar que ficasses mal por uma coisa que não fizeste, João (:

João: Fi-lo por ti.

Eu: Posso fazer-te uma pergunta ?

João: Força.

Eu: Porque o fizeste?

João: O quê?

Eu: Porque o fizeste por mim? Quer dizer, basicamente só me conheces á 2 dias. E normalmente, pelo que me contaram, só te dás com os populares.

João: Olha, quem te disse isso, é completamente mentiroso. Não me dou com os populares, só me dou com as pessoas que são simpáticas, em que eu sei que posso confiar, tipo ….

Eu: … tipo populares?

João: Não, tipo tu .

Eu: Não percebo , João. Tu só me conheces á dois dias, como é que pode ser?

João: Julgas que sei ? Pois julgas mal. Olho para ti, e pareces-me uma pessoa super confiável, que já passou por muito, não sei bem explicar. És diferente, num bom diferente. Quase apaixonante.

Eu (ficando envergonhada): João, por favor, não digas isso. Credo rapaz, envergonhas-me! E não digas apaixonante. É uma palavra proibida. :’)

João: Porquê, por namorar com a Débora? Não Daniela, enganas-te. Já não namoro com ela.

Eu: Então mas porquê?

João: Tss, achas mesmo que eu ia namorar com uma pessoa que fez aquilo que fez?

Eu: João, desculpa, não podes fazer isso. Pronto, tudo bem , ela não devia ter feito o que fez, mas vá, é só uma simples coisita !

João: Não quero saber, também já o queria fazer há imenso tempo. Mas não me apetece falar sobre o assunto. Por favor, tens alguma coisa em mente ?

Eu: Eu trouxe a guitarra .

João: BOA ! Vais cantar para mim , han han ?

Eu: ahah , querias tu. Não, vamos cantar os dois, anda !

 

( Danii puxa o braço a João, e os dois começam a dar espectáculo )

 

 

 

 

 

 

Foi perfeito, até ao ponto de vir-mos que toda a escola estava a ver, incluindo a Débora, que pronto, lá fez a sua grande critica. E pronto, aqui tocou, e tivemos de ir para a aula.

 

( o João e eu íamos a caminho da sala )

 

João: Adorei, mas agora vou ter uma má reputação por aqui !

Eu: O quê, ainda ligas a isso ? Nem penses, cantas maravilhosamente bem, e enquanto for viva, não vou deixar que desperdices essa qualidade, ouviste ? Seu banana xD

João: A tua voz faz-me lembrar alguém , mas não sei quem. Mas sei que é famoso !

 

NÃO JASON, NÃO ! Não pode ser, já desconfia x:

Quem me dera agora que em vez de um diário, fosses uma simples pessoa que me podesses dizer, se ele é mesmo uma pessoa confiável, e lhe posso contar o meu segredo. Será que sim ?

 

Eu: LOOL, quem me dera ! Mas não, não sou, infelizmente.

João: É claro que não , só se fosses mesmo uma pessoa com uma dupla vida, LOL.

Eu: ÉÉ, mas não sou. Por falar em famosos. Tens alguma preferência ?

João: Tipo quê, Ashley Greene ?

 

Assério Jason, mesmo ? Mais um adjectivo para os « Jões » - CEGOS !

 

Eu: CREDO , ACHAS MESMO ?

João: O quê, não gostas dela ? LOOL , és tal e qual aquela , como é que se chama ? Ah , já sei, é MC D LOVE .

 

OOOOOOOOPS, JASON o:

 

Eu: OMG, achas mesmo ? Porque razão achas isso ?

João: Porque ela a odeia, não é ?

Eu: ÉÉ, mas secalhar tem motivos para isso.

 

( passou-se as aulas, a hora de almoço, a hora do lanche , e finalmente deu-se a hora de saída. Eu só pensava na decisão que tinha de tomar: contava, ou não contava ? )

 

( á saída da escola )

 

João: Daniela, está tudo bem ?

 

( não respondi, estava a pensar )

 

João: DANII ?

Eu: HAN , O QUÊ ? Desculpa, estava a pensar …

João: Pois, eu reparei … Que se passa ?

Eu: João, já que amanhã é sábado, dá para ires a minha casa ?

João: Sim claro, tens é de me dizer onde é, porque eu não sei. Mas porquê ?

Eu: Huum, acho que tenho uma coisa para te dizer. Por favor, é urgente.

João: Okai , okai , não te preocupes.

Eu: Toma, aqui tens a morada. Amanhã, ás 15h, pode ser ?

João: Sim claro, eu vou lá ter. Beijinhos.

 

Vou ver o que faço, Jason. Agora tenho de ir, então beijinhos, meu segredista (:

 

 

 


 

publicado por - mariap. ♥ (demiportugal.com) às 21:10
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De -MP a 20 de Março de 2011 às 21:42
AHHHHHHHHHHHHHHHH AMEI *W*
ESTÁ TÃÃÃÃÃÃÃÕ LINDO
espero que ela lhe conte o segredo +.+
twin escreves tão loucamente bem


De a melhor amiga * a 23 de Março de 2011 às 11:41
Está lindoooo *
Mas só porque eu entro ;p


De - mariap. ♥ (demiportugal.com) a 23 de Março de 2011 às 12:09
ahah, cala-te óh croma xDD
ainda vem a parte do confronto, ahah xD


De JSo a 23 de Março de 2011 às 20:56
ADOREI :D


De Pretty a 24 de Março de 2011 às 08:30

Eu estou otima, obrigada . E tu? (:


De -MP a 25 de Março de 2011 às 18:53
Mais :3


De Pretty a 26 de Março de 2011 às 11:30
Oh! Obrigada (:


De Emily Jones ♥ a 27 de Março de 2011 às 18:02

Heeeeeeey!
tenho uma nova fic, passa por lá [one-dream.blogs.sapo.pt] e diz-me o que achas :)


xoxo


Comentar post